quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Carpe diem [por Mario Quintana]

Um dia... pronto!... me acabo.
Pois seja o que tem de ser.
Morrer: que me importa?
O diabo é deixar de viver


[Mario Quintana]

Nenhum comentário:

Postar um comentário