quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A fé como centro unificador da pessoa


 "A preocupação incondicional empresta a todos os outros interesses a sua profundidade, direção e unidade, fundamentando assim o homem como pessoa. Uma vida de caráter realmente personal é íntegra e unida em si; o poder que cria essa integridade da pessoa é a fé. Semelhante afirmação seria absurda, se fé fosse o dar crédito a coisas que não se podem demonstrar. Mas essa afirmação não é absurda, e sim evidentemente verdadeira, se fé é o ser atingido por aquilo que nos toca incondicionalmente.

Uma preocupação incondicional se manifesta em todas as áreas de realidade e em todas as expressões de vida da pessoa. Isso porque o incondicional não é um objeto entre outros, e sim a base e origem de todo ser, e como tal, o centro unificador da vida como pessoa. Estar sem uma preocupação incondicional significa estar sem um centro. Desse estado o homem só pode se aproximar, mas nunca lhe estrará completamente entregue; pois um ser humano sem centro algum deixaria de ser humano. Por esse motivo não se pode conceber que haja alguém sem uma preocupação incondicional e portanto sem fé".


[Paul Tillich. A dinâmica da fé. 6. ed. São Leopoldo: Sinodal: 2001].

Nenhum comentário:

Postar um comentário